fbpx Skip to main content
Primeiro emprego

Meu primeiro emprego: 8 dicas para conquistá-lo

A busca do primeiro emprego é realmente uma jornada única, diferente. Sensações de despreparo, insegurança, desconfiança, dúvida, pessimismo ou até otimismo podem ir e vir. Será que existe uma forma de preparar-se para essa passagem?

No artigo de hoje reunimos algumas dicas que podem levá-lo a se apresentar muito mais preparado para os processos de seleção na busca pelo seu primeiro emprego. Confira!

Meu primeiro emprego: 8 dicas para conquistá-lo

Não que você precise seguir todas as dicas indicadas aqui, mas quanto mais elas estiverem ao seu alcance, maiores serão as chances de você ser bem sucedido.

#1. Candidate-se à vaga adequada

Se uma vaga pede, de forma explícita, determinado tempo de experiência ou experiência em determinada função, esteja certo de que não há possibilidade de conquistá-la.

Procure por vagas que claramente dispensam a necessidade de experiência ou por vagas específicas para profissionais em início de carreira.

O programa Jovem Aprendiz é uma boa opção, caso você ainda se enquadre nele. Muitas empresas também oferecem programas de trainee, para estudantes universitários.

#2. Compense a falta de experiência

A falta de experiência pode ser compensada pela realização de treinamentos, por exemplo. Pode ser um treinamento técnico ou comportamental, enfim, algo que você possa usar ou apresentar durante o processo seletivo.

Além disso, recrutadores apreciam profissionais em início de carreira que tenham iniciativa. Buscar treinamentos complementares sem dúvida é uma bela demonstração de iniciativa.

A boa comunicação, oral e escrita, também é muito apreciada (e também pode ser treinada, se for o caso).

#3. Cuidado ao redigir o currículo

Antes de qualquer outro passo, processos seletivos costumam começar com a chegada do seu curriculum vitae às mãos do recrutador. É por esse documento que você se apresenta ao mercado.

Entre os principais cuidados ao redigir o curriculum vitae, considere estes pontos:

·         Certifique-se de que o CV está claro e objetivo;

·         Certifique-se de que não há erros de português; peça para alguém fazer uma revisão antes de sair distribuindo-o por aí;

·         Na seção Objetivo, deixe claro que está em busca de uma oportunidade para iniciar sua carreira profissional;

·         Caso você realmente não tenha nenhuma experiência anterior, use esse espaço do curriculum para falar de suas realizações acadêmicas ou extracurriculares, suas participações em trabalhos voluntários ou em grupos de estudos;

·         Não faça uma mera descrição das atividades, demonstre os resultados alcançados.

#4. Mantenha uma boa rede de contatos (networking)

As oportunidades por indicação sempre foram muito eficientes no mercado de trabalho e isso não mudou. Por isso, é importante manter uma boa rede de contatos, começando pelo ambiente escolar, com colegas e professores.

Atualmente, é imprescindível também que você cadastre-se e permaneça ativo em sites como o Linkedin, voltado especificamente para contatos profissionais.

#5. Procure o autoconhecimento

O autoconhecimento pode levá-lo a entender melhor seus pontos fracos e fortes, para então atuar sobre eles. Pode também ajudá-lo a ter melhor controle emocional em situações críticas, como uma entrevista de emprego, por exemplo.

#6. Prepare-se para as entrevistas

Informe-se sobre as perguntas e situações mais comuns aos quais os recrutadores costumam recorrer e estude, encontre suas melhores respostas a elas. Não se trata de decorar falas, mas de ter um repertório de bons argumentos para apresentar.

#7. Entenda as dinâmicas de grupo e prepare-se para elas

Ainda hoje, dinâmicas de grupo surpreendem candidatos. Alguns ficam sem reação, por não saberem o que está sendo avaliado com aquela atividade.

Essencialmente, a dinâmica de grupo avalia o comportamento do candidato em uma equipe, interagindo com seus pares. Assim, liderança, iniciativa e empatia são algumas das manifestações esperadas nessa situação.

#8. Seja uma pessoa bem informada

Muitos recrutadores também avaliam o quanto o candidato está sintonizado com a realidade que o cerca e qual a percepção crítica que ele tem disso.

Boas leituras e mídias qualificadas na TV, no rádio e na internet podem ajudar nesse quesito.

Se você já tem o hábito de se informar dessa maneira, não há nenhum esforço adicional a ser feito, é o seu dia a dia.

Se não tem esse hábito, procure adquiri-lo. Com um pouco de disciplina, ele se incorpora e passa a não representar nenhum esforço extra, dispendioso.

Sobre treinamentos

Conforme vimos, realizar treinamentos é uma medida altamente positiva para quem está em busca de seu primeiro emprego.

A boa notícia é que, atualmente, há uma gama enorme de treinamentos grátis disponíveis na internet. A Udemy, por exemplo, é uma grande plataforma especializada em ensino a distância, que mantém muitos cursos com acesso gratuito. Vale a pena fazer uma pesquisa no site, pois são mesmo muitos cursos, voltados para os mais diversos tipos de qualificação.

E com uma grande vantagem: são cursos online, muito práticos, que podem ser realizados conforme a disponibilidade de horários do aluno.

Fui contratado. E agora?

Passada a experiência da conquista do primeiro emprego, vem a experiência do exercício do primeiro emprego e com ela, uma enorme sequência de situações inéditas a resolver.

Algumas situações críticas típicas desse período são:

·         Não ter ideia sobre o que vai encontrar dentro da empresa: o melhor a fazer é usar o controle emocional para conter a ansiedade e a impulsividade e tornar-se um bom e estudioso observador do ambiente, para entender qual é a dinâmica que o rege.

·         Como reagir diante de conflitos entre membros da equipe: uma lição importante a ser tirada desse tipo de episódio refere-se à preservação do respeito e do bom senso no trato com as pessoas e as situações; é importante que um profissional em início de carreira busque orientações nesse sentido.

·         Como lidar com o conflito de gerações: é comum o profissional em início de carreira estar rodeado por pessoas mais velhas, com outro tipo de mentalidade. Nesse caso, o convívio vai ser mais saudável se ambos os lados cederem em relação a questões em que têm pontos de vista diametralmente opostos.

·         Não saber como abordar questões relativas à carreira: o profissional iniciante muitas vezes tem receio de levantar questões sobre as perspectivas para sua carreira, mas o ideal é que ele encontre sim uma forma de tratar o tema abertamente com seu gestor.

Conclusão

Hoje em dia, com toda a disponibilidade de informações na internet, não existem mais segredos. Assim, fica fácil entender o que os recrutadores buscam com os processos seletivos, as entrevistas e as dinâmicas de grupo.

Resultado: é possível preparar-se de forma mais adequada e eliminar um pouco (ou muito) daquela ansiedade e daquela insegurança que normalmente surgem quando se caminha rumo ao desconhecido.

Enfim, a conquista do primeiro emprego não é nenhum bicho de sete cabeças!

Uma ótima opção para quem está buscando uma oportunidade, é trabalhar como afiliado e vender pela internet. Veja o curso Gratuito abaixo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *